Afinal, por que desenvolver a TI estratégica na empresa?

A Tecnologia da Informação (TI) vai muito além de melhorias em atividades operacionais, como a gestão de fluxo de pagamentos, de documentos e de pessoas. Cada vez mais, visando reduzir falhas e ter acesso a relatórios que respaldem as tomadas de decisões, as empresas de ponta têm apostado na TI estratégica para aperfeiçoar o trabalho.

Pela minha experiência, vejo muitos gestores sobrecarregados, com agendas atribuladas que os fazem gastar tempo demais nas tarefas rotineiras. Isso obriga os líderes a deixar de lado os objetivos táticos do negócio.

Por isso, é necessário cuidado com esse gerenciamento do tempo. Desse modo, enquanto você resolve seus problemas internos, seus concorrentes buscam novos mercados.

Como eles conseguem? Você deve estar se perguntando isso, não é mesmo? Pois eu digo que a resposta é dar um papel mais relevante para a TI! Isso porque a TI estratégica traz mais qualidade, ajuda a enxergar novas chances e proporciona mais condições para efetuar escolhas complexas.

Quer saber mais? Então, acompanhe neste post bons motivos para dar à TI estratégica o devido lugar na companhia. Confira!

confira-TI estratégica

Tenha serviços de TI aderentes aos processos do negócio

Sempre digo que, quando se adota a TI estratégica na empresa, é feito um estudo preliminar completo sobre as necessidades dessa organização. Assim, todos os serviços de informática são formulados em completa sintonia com o empreendimento, algo que eu considero essencial. Acredito que você também, certo?

Dessa forma, se a companhia precisa de integração entre os setores, são construídas respostas que saciem essa expectativa. Por outro lado, se a demanda for agregar inovação a mercadorias e serviços, a TI estratégica é direcionada para atender a esses pleitos. Percebe como esse ajustamento é importante?

Quer um exemplo?

Vou citar uma história que aconteceu aqui na SML. Você sabia que SML significa simplicidade, mobilidade e liberdade? É isso que a gente defende. E com o trabalho cada vez mais remoto (home office), nossa TI estratégica implementou uma ferramenta que possibilita chamadas direto do nosso notebook.

É como se nosso ramal nos acompanhasse onde estivermos. Em casa ou no escritório. Parece simples não é? Mas, a implementação desta ferramenta está de acordo com o que a empresa defende (mobilidade) e tornou a vida dos profissionais muito mais simples (simplicidade) e nos possibilita trabalhar de casa ou do escritório (liberdade), independente se você for um profissional front office ou back office, seu ramal estará com você.

Isso é TI estratégica. Pensando não só em resolver problemas que nos mantém, mas também em problemas que nos decolam! Uma solução foi implementada totalmente alinhada com os objetivos e princípios da empresa. Trazendo muito mais transparência e eficiência para os processos!

Leve progresso para cada um dos departamentos

A TI estratégica pode ser considerada uma consultoria para os serviços operacionais. Além de aprimorar a produção e a satisfação dos clientes, ela também refina o atendimento específico das mais variadas alas que compõem uma organização.

Desse modo, a TI estratégica beneficia o RH (Recursos Humanos), o setor de transporte e logística, o departamento financeiro, a área de processos, entre outros. Podendo trazer respostas para os problemas e automatizar atividades, algo que terá um impacto significativo no resultado global.

Quer um exemplo?

Nós temos um case de sucesso, de um de nossos clientes, que automatizou um processo específico e diminui o tempo deste processo de 8 dias para 30 minutos, eliminando totalmente o uso de papel. Tudo passou a ser digital.

O processo foi totalmente otimizado para o aperfeiçoamento da relação com o público-alvo e para o anseio de encurtar o tempo de resposta. Abaixo, você confere uma lista de benefícios que foram encontrados:

  • velocidade e padronização das atividades;
  • inovação dos serviços;
  • integração de sistemas e bases de dados;
  • avaliação das informações;
  • melhoria das condições competitivas, mais resultados.

Isso é TI estratégica. Eles pensaram no negócio e implementaram ferramentas que entregam resultados! E que resultado, hein!

resultados-TI estratégica

Cresça com mais segurança

A TI estratégica também pode ser usada para acelerar a análise e viabilidade de projetos. Pois, ela dará o suporte necessário para que uma organização obtenha dados fidedignos, isto é, reais e verdadeiros, durante esse processo de avaliar se um novo projeto é ou não viável de ser implantado.

A análise de viabilidade de projetos é um ponto muito importante para elevar o nível de chance de êxito de um projeto. Neste ponto a TI estratégica pode fornecer velocidade na informação.

Pense em uma empresa com várias filiais pelo país. São estados diferentes, operações distintas, lojas nos mais diversos endereços. Uma TI estratégica ajuda a coletar as informações em um sistema e garantir a veracidade desses dados. E ainda vou além: auxilia, sobretudo, a interpretar o significado desse conteúdo de uma forma que essa leitura resulte em tomadas de decisão benéficas e relevantes para a organização.

Desse modo, a TI estratégica pode ajudar os gestores com relatórios complexos sobre as operações de uma empresa: sua capacidade de tecnologia, a qualidade de seus profissionais, a relação de impostos que esse negócio precisa pagar, entre outras melhorias. Isso vai tornar a decisão sobre novos projetos mais fácil de ser tomada, na medida em que será feita com base em dados consistentes.

Explore melhor os indicadores de desempenho

A TI estratégica contribui para uma análise mais aprimorada dos indicadores de performance. Com isso, o gestor ganha uma visão panorâmica da atividade comercial ou industrial. Baseado em informações consistentes, ele decide quais serão os próximos passos para evoluir.

A ideia aqui é ter indicadores em tempo real, sem precisar esperar chegar no final do mês para “fechar” os números! Lembrem-se que hoje em dia a velocidade é a chave para o sucesso.

Diminua custos e despesas

Outro benefício que eu considero importante é que a TI estratégica não pensa somente na relação custo-benefício. A TI estratégica não apenas se preocupa se determinada ferramenta entrega os recursos necessários. A TI estratégica pensa em como ela pode agir para otimizar os processos e além de resultados melhores, reduzir os custos!

Então, o que achou do post? Qual TI você se considera? TI operacional ou estratégica? Ficou com alguma dúvida? Coloque um comentário aqui no post que a gente responde rapidinho!

Até breve!

Bruna Amaral Castro

View posts by Bruna Amaral Castro
Meu nome é Bruna Amaral Castro. Sou Engenheira de Produção, formada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos, sou CBPP e auditora de processos formada pelo Instituto de Qualidade Automotiva (IQA). Atualmente também atuo como Delegada Regional da ABPMP (Associação de Profissionais de BPM) do Estado do Rio Grande do Sul. Possuo 10 anos de experiência atuando em melhorias de processos de negócio em empresas de grande porte como: Ferramentas Gedore, AGCO do Brasil, John Deere e DHB Global. Aqui na SML Brasil sou uma Business Product Manager apaixonada por BPM, melhoria contínua e pela minha família.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.