Onde usar o OCR? 3 situações para aplicá-lo já!

A tecnologia OCR realmente chegou para ficar. Embora ainda esteja em desenvolvimento, uma vez que o campo para sua aplicação ainda pode ser muito explorado, ela permite melhorar e agilizar diversos processos.

Por isso, hoje eu resolvi escrever em quais situações você deve utilizar o OCR e tirar muito proveito dele. Acompanhe!

Ops… primeiramente: por que usar OCR?

Se você ainda não sabe, a tecnologia OCR permite que você extraia informações de documentos e imagens, sejam eles em papel ou digitais. Dessa forma, ela permite que você digitalize documentos e extraía as informações contidas nele de forma muito mais acelerada. Com ele, você:

  • Reduz o risco de falhas
  • Ganha agilidade
  • Melhora a produtividade
  • Economiza tempo
  • Deixa o seu processo mais eficiente, etc…

Viu, motivos não faltam. Você só tem a ganhar utilizando essa tecnologia, desde que corretamente.

 

Portanto…onde eu devo usar OCR?

O OCR é um recurso que, se bem empregado, pode facilitar muito o dia a dia de quem precisa extrair informações de documentos. Você pode (e deve!) utilizar o OCR nas seguintes situações:

1. Converter um documento inteiro em texto

Nessa situação, você converterá todo seu documento em um arquivo de saída em formato de texto. Para ficar mais claro, vou te dar um exemplo. Imagine que você tem um documento (um contrato ou uma política) antigo em papel e precisa alterar apenas um único item nele. Contudo, você não tem o arquivo original. Você precisaria redigitá-lo por inteiro e depois alterar o que fosse necessário, correto?

Como OCR não! Ao submeter o documento a uma digitalização e a aplicação do OCR, você terá ao final um outro arquivo de saída no formato de texto, como um Word por exemplo. Assim, basta alterar o item necessário e pronto!

Muito mais simples, não? Dessa forma você consegue economizar tempo, eliminar uma tarefa que não agrega em nada, reduzir a chance de ocorrer um erro e ser muito mais produtivo.

Processo de conversão OCR

2. Extrair informações específicas de um documento

Aqui a aplicação é um pouco diferente. Nesse caso, você tem um documento físico ou digital e precisa retirar algumas informações dele. Se esse documento possuir uma estrutura fixa, ele é forte candidato ao OCR. Dessa forma, você orienta a tecnologia de onde estará a informação naquele documento e ela extrai para você.

Então, para ficar mais claro, se você precisa cadastrar o número do RG dos seus clientes, você pode utilizar essa tecnologia, por exemplo. Afinal, todas as carteiras de identidade do Brasil têm o mesmo formato (uma estrutura fixa) e você pode dizer ao OCR exatamente onde ele encontrará a informação, após o documento ter sido digitalizado.

Veja bem, o OCR está lendo uma informação escrita (nº do RG) em uma imagem (digitalização do documento). Incrível, não?

3. Processar um grande volume de formulários

Se você possui uma grande quantidade de documentos ou formulários que precisam ser “lidos”, você acabou de descobrir como facilitar o seu dia a dia! Também conhecida como Forms Processing, com o OCR você consegue fazer a leitura de diversos documentos e indicar as informações contidas nele para dar o direcionamento necessário.

A nossa solução para gestão de multas basicamente faz esse processo: extrai as informações da autuação, identifica o órgão autuador e direciona para fazer a identificação do condutor do veículo.

Descubra muito mais no nosso e-book!

Você só tem a ganhar utilizando o OCR. Mesmo em desenvolvimento, ela já torna seus processos muito mais produtivos e eficazes.

Baixe o nosso e-book e fique sabendo muito mais!

 

Espero que você tenha gostado. E se você ficar com alguma dúvida, lembre-se: nós estamos aqui para ajudá-lo.

Até mais!

Sobre o autor
Meu nome é David de Freitas Neto. Sou matemático, possuo MBA em Gestão de Projetos pela FIAP e especialização em estratégia avançada de negócios pela Universidade de LaVerne, na Califórnia. Desde 2001, atuo na área de tecnologia, em projetos e produtos voltados para gestão documental (GED/ECM), workflow (BPM) e câmbio. Possuo algumas certificações na área de processos, projetos e documentos: CBPP pela ABPMP, CDIA+ pela CompTIA (arquiteto de document-imaging) e ECM Implementation Specialist pela AIIM, além de outras na área de projetos e TI (Scrum, Devops e ITIL). Já tive a honra de liderar a equipe responsável pelo projeto premiado em 2016 no Global Awards for Excellence in Business Process Management (escolhido entre os 12 melhores Projetos de BPM do mundo). Sou apaixonado por tecnologia. Sendo assim, tenho como propósito ajudar as empresas a entregar mais valor em seus negócios através de soluções de gestão de processos e informação.

 

Este artigo faz parte da série “Descubra o OCR” originária do e-book “Descubra o OCR: Guia completo sobre essa tecnologia”.