Conheça o diferencial das empresas que usam metodologias ágeis

Você já ouviu falar sobre as metodologias ágeis? Pois bem, a ideia dessa prática é trazer mais flexibilidade, adequando os fluxos de atividades à dinamicidade exigida pelo mercado. Assim, fica mais fácil alterar as rotas de um projeto rapidamente e desenvolver um ambiente eficiente de gestão, tanto dos projetos quanto para os processos.

E você já sabe qual o diferencial das empresas que empregam essa metodologia no gerenciamento de projetos? Para explicar melhor, criamos este post. Acompanhe!

O que são as metodologias ágeis e seus impactos para a gestão de projetos?

Os métodos ágeis foram criados para o ambiente de TI, mas podem ser facilmente utilizados em outras áreas. Os motivos que justificam a implementação dessa abordagem são a eficiência e o aumento de produtividade proporcionados por essa metodologia.

O estudo State of Agile Report, da VersionOne, indica que 94% dos negócios adotam a abordagem ágil de alguma forma. No entanto, nem sempre esse processo é bem compreendido.

Nesse contexto, o Manifesto Ágil prega quatro princípios básicos:

Os 4 pilares do manifesto ágil
4 Princípios do Manifesto Ágil

E o que eles representam? Eles mostram que no ágil vale muito mais a ação do que a estruturação dela. Ou seja, buscar entregar valor a cada etapa e de forma incremental. Essas prerrogativas trazem vários benefícios para as empresas que adotam um dos métodos ágeis. Entre eles estão:

  • agregar valor ao cliente;
  • fazer o simples e aperfeiçoar com o passar dos ciclos;
  • adaptar-se às mudanças e ter um negócio resiliente, em vez de resistente;
  • evoluir constantemente as atividades;
  • reduzir a espera;
  • diminuir a necessidade de retrabalho e, por consequência, os custos.

A partir desses princípios, o ambiente organizacional é modificado. O trabalho em equipe é estimulado, assim como há a auto-organização dos colaboradores. Além disso, o uso de ferramentas de gestão à vista objetiva a transparência do negócio e o compartilhamento de informações entre os profissionais.

Esse contexto já evidencia que as empresas que usam alguma metodologia ágil sofrem impactos significativos nas suas rotinas produtivas, especialmente se comparadas ao estilo waterfall, que tem uma abordagem sequencial e linear. Mas, quais são seus reais diferenciais? Vamos mostrar o que você ganha com essa escolha a partir de agora.

Por que contratar uma empresa que usa metodologias ágeis?

As empresas especializadas em processos inteligentes e gestão de projetos podem usar o método tradicional — também conhecido como em cascata, ou waterfall — ou os ágeis. Quem opta por uma abordagem de gerenciamento ágil, tem como principal beneficiado o seu cliente.

Conhecer esses benefícios é uma forma de saber quais requisitos são imprescindíveis para selecionar a empresa certa. Confira!

Aumento da satisfação do cliente

As empresas que usam métodos ágeis são mais flexíveis e, por meio dos processos empregados, são capazes de identificar falhas antes mesmo da entrega final. Isso acontece porque o projeto é dividido em etapas e cada uma delas é testada até que se atinja a finalização da proposta. Dessa forma, o cliente passa a se envolver em cada uma delas, aprimorando o resultado final.

Mas como isso funciona na prática? Pois bem, ao longo desse fluxo o cliente recebe ciclos de pequenas entregas, conforme acordado, e passa à equipe suas percepções obre o resultado obtido até ali. Assim, o projeto vai sendo incrementado até a finalização do projeto. Invariavelmente, essa característica aumenta a satisfação com a entrega final. O desenho abaixo mostra bem como funciona esse ciclo:

Ciclo de processo ágil
Ciclo Ágil

Já no método waterfall, cada estágio do projeto é definido antecipadamente e é seguido com determinado rigor. Possíveis alterações são exceções, porque o problema e a solução são previstas no começo, isto é, no desenho do projeto.

Produtividade na gestão de projetos

Um estudo feito pela Delta Matrix apresenta que equipes que trabalham com métodos ágeis são 25% mais produtivas que aquelas que adotam a metodologia waterfall. E o que isso significa na prática? Uma gestão de projetos que pratica uma escuta ativa em relação aos desejos dos seus clientes. Dessa forma, a equipe tem menos retrabalhos e otimiza recursos, focando em ações estratégicas e otimizando a entrega do seu projeto, querido cliente!

Outra pesquisa confirma essa informação. O levantamento divulgado pelo site CIO aponta que os projetos ágeis têm uma taxa de falha de 9%, enquanto os tradicionais apresentam um índice de 29%. Por que esses dados são significativos? Porque demonstram como a metodologia ágil contribui para a produtividade e para eficácia do projeto.

Veja também:

Transformção ágil na SML e nossos aprendizados

Qualidade das entregas e do resultado

A metodologia ágil exige o aprimoramento da comunicação. Isso porque é necessário implementar uma mudança de cultura para que os resultados sejam efetivamente visíveis na organização. Os profissionais trabalham em conjunto, mas ao mesmo tempo atuam diretamente com o cliente. Assim, para o bom andamento do projeto, a transparência das informações e a garantia de que todos saibam o que está acontecendo é muito importante.

Perceba que o propósito é alcançar o equilíbrio entre as demandas do cliente e os objetivos empresariais. Da mesma forma, a quantidade de problemas que sempre surgem ao longo da execução do projeto é diminuída. Com isso, há um aumento significativo do valor entregue pela empresa a você cliente, já que os processos são realizados de maneira precisa e de acordo com o seu desejo. Consequentemente, há um crescimento da reputação do negócio perante o mercado.

Adaptabilidade com as metodologias ágeis

Os diferentes frameworks que podem ser usados garantem que a equipe seja adaptável aos diversos cenários. A performance individual e de todo o time é acompanhada a partir de cada entrega feita, favorecendo a flexibilidade da equipe diante dos cenários que se apresentam. Essa é uma boa estratégia para lidar com a exigência do mercado para evitar prejuízos, principalmente quando o momento é de instabilidade.

Em contraposição, o método waterfall delimita a uma visão geral das etapas. Por isso, é comum que, em caso de adaptações, elas sejam mais custosas para o cliente, tanto em questão de orçamento, quanto de tempo e esforço.


Melhoria das tomadas de decisão

A implementação de qualquer metodologia ágil exige uma mudança de cultura. A equipe passa a ter um controle maior das atividades e, consequentemente, faz um acompanhamento mais próximo das etapas e dos problemas encontrados ao longo do projeto.

O time passa a utilizar um  processo contínuo de melhoria e aprendizado, que verifica as etapas isoladamente, bem como evita riscos e falhas. A transparência também facilita o compartilhamento de informações para que todos conheçam os detalhes do projeto desenvolvido, inclusive os problemas e suas soluções.

Com os dados e informações, fica claro qual caminho deve ser seguido. Para completar, o cliente ainda contribui com esse processo, porque indica o que está de acordo com suas necessidades e o que deve ser alterado. Esse feedback permite melhorar as próximas entregas.

Participação do cliente no processo e alinhamento da equipe

Quantas vezes você já se decepcionou com o resultado obtido após a contratação de uma equipe para executar um projeto ou serviço? Eu diria que algumas vezes…

Uma equipe que trabalha com algum framework de metodologia ágil obrigatoriamente atua diretamente com você,  cliente. O objetivo da empreitada nem sempre é conhecido por você no início, mas ao final de cada etapa é possível chegar mais próximo do seu desejo e, dessa forma, garantir a sua satisfação.

Dessa forma, as reuniões frequentes — que ocorrem, pelo menos, ao final de cada ciclo — garantem a você saber o que está sendo realizado e, ao mesmo tempo, passar suas observações sobre o andamento do projeto. A partir disso, fica mais fácil trocar ideias e fazer análises que levarão a aperfeiçoamentos para as próximas entregas, evitando os retrabalhos e a sua reversão de expectativa.

No método waterfall, o feedback ocorre somente ao final, já com o resultado do projeto. Caso você queira algumas alterações, elas precisam ser executadas a partir de todas as etapas já feitas, o que (quase sempre) implica aumento de custos. Além disso, há uma complexidade maior para realizar esses ajustes.

E tudo isso vale apena?

Todos esses diferenciais são conquistados independentemente do framework escolhido. A seleção deve ser feita com base nas suas necessidades e capacidade de adaptação. De toda forma, é imprescindível contratar uma empresa especializada, como a SML Brasil, que trabalha com processos inteligentes e que visa à multiplicação dos resultados dos seus clientes.

Ao adotar essa prática, a equipe passa a ter em mãos plataformas e aplicações que tornam seus processos mais eficientes e produtivos. Além desse benefício, também há o fato de entregar o trabalho mais rapidamente, de forma mais precisa e com otimização do processo de forma geral. As consequências em curto, médio e longo prazos serão a melhoria do relacionamento com você cliente e o alcance dos objetivos traçados. Por tudo isso, acho que vale muito apena!

Espero que tenha ficado clara para você a diferença entre uma equipe que utiliza uma metodologia ágil e uma que utilize a metodologia tradicional. Agora te pergunto: vamos embarcar conosco nessa jornada?

 

Teste o Orquestra BPMS, software de colaboração de processos mais premiado do Brasil

O Orquestra BPMS ajuda você e sua empresa e organizar melhor o trabalho, reduzir desperdícios e padronizar como as coisas são feitas

Testar BPMS

View posts by
Meu nome é Letícia Mattiuz Bragagnolo. Sou Engenheira Química, formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande Sul - PUCRS. Possuo Especialização em Gestão Estratégica de Negócios pela mesma instituição. Meu foco profissional é desenvolver melhorias de processos e por este motivo já atuei em muitas das diversas áreas de um negócio: qualidade, comercial, suporte, financeiro, contábil, recursos humanos, entre outros, sempre com um único objetivo: ofertar serviços ou produtos que tragam satisfação ao cliente. Adoro ler e estar informada sobre as mudanças que impactam o mercado e o que me move é a paixão por processos, qualidade e pessoas.