Você já ganha dinheiro com a Black Friday?

Se você é gestor comercial não pode sair desta aba sem ler este texto até o final. Olha, até rimou. Não, neste artigo eu não falarei sobre melhorias de processos, mas sim sobre resultados. Mais precisamente resultados financeiros: faturamento, fechamento do mês, dinheiro… e Black Friday!

Veja também automatização de processos financeiros: por onde começar?

Tudo o que preocupa você, que é visto como um impulsionador das vendas dentro da sua empresa.
Se você já prepara a sua área de vendas para datas como Natal, Dia das Mães, Dias dos Pais, Dias das Crianças, etc. participar da Black Friday é quase uma outra data obrigatória. Porém, mesmo que a sua empresa não se prepare para essas datas famosas do calendário, isso não significa que você não deva participar da Black Friday. Sabe por quê?

Pesquisas mostram que a Black Friday tornou-se a segunda época do ano em que as empresas mais vendem, perdendo apenas para o Natal. E a realidade não para por aí. O pensamento “o meu produto não se encaixa nesta campanha de mercado” é um pensamento ultrapassado e errado. Com a evolução e a aceitação do público, os números mostram que, quem não está participando deste momento, está perdendo muito, mas muito dinheiro. Veja…

Alguns números sobre a Black Friday

  • Uma pesquisa mostrou que em 2013 apenas 13% dos respondentes compraram algum produto na BlackFriday. Em 2016, foram 55%. Fonte: Google/Provokers;
  • Segundo o Ebit, as lojas virtuais no Brasil movimentaram R$ 2,1 bilhões na Black Friday de 2017;
  • As lojas físicas também obtiveram sucesso. Segundo o Índice de Visitantes em Shopping Centers (IVSC), o fluxo foi de 8,13% mais intenso nos shopping centers de todo o País;
  • Apenas no Mercado Pago, em 2017 houve um crescimento de 91% em relação a 2016, afirmou o gerente de novos negócios André Povoleri Caiaffa;
  • A empresa Nubank evidenciou, em 2017, um aumento de 54% nas transações  em comparação com a Black Friday de 2016;

Vender é mais fácil do que entregar

História real: na Black Friday do ano passado eu comprei um jogo de vídeo game para presentear uma pessoa no Natal. Adivinhem? Chegou 25 de dezembro e nada do meu produto chegar até a minha casa. Resultado: Fiquei sem o presente.

Para muitas empresas que já são peritas em Black Friday, vender está mais fácil do que entregar o produto no tempo prometido.

Pare! Algo não está certo!

E a satisfação do cliente com a sua empresa, como fica? Afinal, ninguém que ser o TOP One no Reclame Aqui. Não é mesmo?

Por isso aqui vai uma dica importante: pense, repense, faça análises e melhorias nos seus processos internos, deixe-os mais inteligentes, para que o atendimento neste período do ano seja tão bom, ou melhor, quanto nos outros períodos. Eu diria que este é um problema bom. Sim, bom! Pois é um problema oriundo de um resultado em vendas incrível.

Não trate o problema como um problema sazonal

Entretanto, deixar esse problema de lado e tratá-lo como um problema sazonal pode ser um erro irreversível. Eu lembro (bem) qual foi a empresa que me deixou sem o meu presente de Natal e tenha certeza que não voltarei a comprar dela na Black Friday deste ano. Afinal, eu não quero correr o mesmo risco. 

Melhore os seus processos e atenda os seus clientes no tempo prometido

A realidade é que você tem a missão de atender a um público imediatista, os tais millennials, que tem como hábito comprar comida pelo Ifood e demeritar restaurantes que entregam com atraso. Ou seja, o próprio mercado ensina que a insatisfação deve ser exposta. Concordo.

Pois, são os problemas que nos movem. São os problemas que nos trazem as melhores ideias, você concorda? Se neste momento você considera que todos os seus processos estão ótimos, que não existem problemas, eu acabei de enxergar o primeiro. Não existem processos perfeitos.

Qual é a jornada que o cliente Black Friday tem em contato com a sua empresa? Você sabe? Quais são as áreas/processos que estão diretamente relacionadas com a satisfação dele? Você aplica melhoria contínua nestes processos? Já fez o mapeamento deles?

Poxa, no início do texto eu prometi que não falaria em processos, mas sim de resultados. Não consigo! Pensando bem… uma coisa não existe sem a outra.

Melhore seus procesos - Conheça o Orquestra Black

Teste o Orquestra BPMS, software de colaboração de processos mais premiado do Brasil

O Orquestra BPMS ajuda você e sua empresa e organizar melhor o trabalho, reduzir desperdícios e padronizar como as coisas são feitas

Testar BPMS

View posts by
Meu nome é Bruna Amaral. Sou Engenheira de Produção, formada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos. Possuo oito anos de experiência atuando em melhorias de processos de negócio em empresas de grande porte como: Ferramentas Gedore, AGCO do Brasil, John Deere e DHB Global. Sou auditora de processos formada pelo Instituto de Qualidade Automotiva (IQA) e apaixonada por Business Process Management e melhoria contínua.