Tendências de BPM em 2017

O que o futuro nos reserva? As tendências de BPM para 2017

O site BPM.com publicou, no último mês, as previsões para 2017 na visão de alguns dos principais líderes do mercado mundial de BPM. Nós resumimos aqui o que esses experts acreditam ser as principais tendências da indústria para esse ano. O artigo na íntegra (em inglês) pode ser acessado em https://goo.gl/8ve29d.
Gero Decker – Signavio

O BPM é forte em ajudar as empresas a gerenciar a mudança. Ao longo dos últimos anos, vimos que o ritmo e o impacto da mudança aumentaram significativamente. As empresas precisam estar mais focadas em processos do que nunca, alavancando a inteligência coletiva de sua organização, por um lado, e insights das vastas quantidades de dados disponíveis, por outro.

 

Steven Stanton – FCB Partners

Processo de digitalização será um tópico dominante para organizações tradicionais em busca de melhores desempenhos.

Organizações inteligentes acharão que podem conseguir mais fazendo menos. Menos projetos, mas mais transformadores, apoiados por uma melhor equipe, gerenciamento de projetos e patrocínio. Menos será mais.

Assista ao nosso webinar sobre Lean BPM aqui.

 

Connie Moore – Digital Clarity Group

As empresas implementarão o BPM para consumo, qualificação, integração e distribuição de dados. Este foco em dados anuncia uma nova era indo além da automação, melhoria e agilidade de processos.

As organizações irão descobrir modelagem de entidades (entity modeling) como uma alternativa à modelagem tradicional. Entidades são superiores para processos dinâmicos ou quando vários processos são abordados em uma organização, além de diminuir o esforço custo de integração.

Empresas usarão softwares BPM para expor processos desconhecidos ou mal compreendidos e descobrir como funcionam.

 

Mathias Kirchmer – BPM-D

Mudança do foco interno (eficiência), para uma significativa criação de valor externo. O BPM torna-se a disciplina de gestão para a execução da estratégia e para o processo de digitalização em curso. Isso ajuda a se concentrar no que realmente importa: melhorias no contexto dos desafios organizacionais. Rápido aperfeiçoamento para reagir às constantes mudanças do mercado. Padronização e planejamento de jornada do cliente para melhoria da experiência do cliente. Digitalização baseada em valor e liderada por processos. Implementação de sistemas.

Iniciativas que passam a fazer parte do contexto de BPM, orientadas pela entrega de valor e alinhadas com estratégia, pessoas e tecnologia.

 

Setrag Khoshafian – Pegasystems

2017 acelerará a percepção de o valor da Inteligência Artificial em processos de ponta a ponta, com a AI dirigindo automação e interações entre IoT, clientes e até mesmo empresas e seu ecossistema.

Robótica e Robotic Process Automation (RPA) cada vez mais inteligentes, desempenhando um papel maior além de simplesmente automatizar tarefas de rotina.

Veremos também a inteligência artificial redefinindo a prática de BPM, com aprendizado automatizado (machine learning), fornecendo insights e caminhos para resultados otimizados e melhorias na excelência operacional. Sobre esse tema,falamos sobre Analytics e Inteligência Artificial ligadas a BPM neste webinar.

 

Phil Simpson – Red Hat

Atualmente, o software é a chave para a competitividade. A transformação digital está direcionando o foco para o desenvolvimento de aplicativos mais amplamente integrados, onde BPM é um componente central. Em particular, vemos a demanda por ferramentas de gerenciamento de decisão, especialmente o uso da Decision Management Notation (DMN), para complementar projetos mais tradicionais de BPMN.

Robótica e Robotic Process Automation (RPA) estão surgindo como uma enorme, potencial, redução de custos para automatização de etapas manuais de processo. Ferramentas de análise avançadas e aprendizado automatizado ajudarão a melhorar a eficiência nas operações comerciais.

O uso da voz (assistentes pessoais virtuais, por exemplo) abre muitas possibilidades novas para o engajamento do cliente e vemos o BPM e suas tecnologias relacionadas como a espinha dorsal que conecta novas experiências de usuário aos processos e diretrizes operacionais das organizações.

 

Vasileios Kospanos – PNMsoft

Tecnologias digitais como Workflow Dinâmico, Inteligência Artificial/aprendizado automatizado, computação cognitiva e Internet das Coisas (Internet of Things – IoT) serão mais proeminentes do que nunca em 2017.

Através dessas tecnologias, as empresas poderão tirar vantagem da enorme quantidade de dados coletados. Ferramentas que podem, rapidamente, analisar tendências e fazer recomendações de futuro, com base em resultados e tendências passadas, apoiando a tomada de decisão e permitindo ciclos mais curtos de melhorias contínuas e aumentos de eficiência de produtos e serviços.

 

Keith Swenson – Fujitsu America Inc.

O BPM estabeleceu-se como ciência estabelecida. Mas, o que será necessário para expor as limitações da abordagem atual para BPM. BPMN foi convertido de uma notação descritiva para uma linguagem de programação e, como tal, veremos que é útil apenas para o primordial – 20% do que as organizações precisam para seus processos. Os outros 80% exigirão algo que não seja uma linguagem de programação.

Cada vez mais reconheceremos novas formas organizacionais chamadas de “auto gerenciadas”, onde o papel dos gestores dedicados se tornará menos útil e menos necessário. A organização sem gestores irá suplantar empresas com esquemas de gestão tradicional.

A ideia de “escritório como uma fábrica” ​​será menos relevante. Será substituída pelo “escritório como uma rede dinâmica vital”, que automaticamente reconfigura-se quando necessário, particularmente em resposta a crises percebidas, onde o contexto muda sem o controle da organização, forçando-a a reagir.

Considerando que o BPM era uma abordagem para superar crises, uma nova forma de suporte tecnológico irá crescer e substituí-lo, acolhendo as crises. Em vez de pensar na organização como uma máquina que repete com precisão o que faz, pensaremos na organização como uma entidade consciente – um cérebro – capaz de respostas novas, inesperadas e únicas diante de um mundo em mudança.

 

Scott Menter – BP Logix

Nesse ano, cada vez mais as empresas irão implementar o BPM como uma plataforma digital de Low-Code, para o desenvolvimento rápido de aplicativos. Ao longo do caminho, essas organizações deixarão de lado conceitos ultrapassados de centralização de processos em favor de modelos que refletem uma visão mais ampla de como seus negócios realizam operações, interagem com clientes e adaptam-se a mercados em constante mudança.

Como automatizar um processo em 3 passos e 30 minutos? Descubra neste vídeo.

 

Romeo Elias – Intellect

BPM será adotado mais amplamente pelas empresas de médio porte. Com novos fornecedores entrando no mercado, a concorrência está forçando os custos de licença e implementação para baixo. Além disso, a digitalização e a automação de processos estão se tornando pontos de discussão comuns entre top executivos, o que aumentará sua adoção.

Aplicativos configuráveis ​​se tornarão mais presentes, tendo como principais vantagens a personalização e facilidade de expansão, forma rentável para suas necessidades de negócios

As soluções de BPM serão aprimoradas pela tecnologia de inteligência artificial. A AI será capaz de auxiliar na detecção de ineficiências nos processos durante sua execução e otimizá-los automaticamente. Além disso, as implementações de BPM serão beneficiadas pelas recomendações da AI sobre como configurar e automatizar processos de melhor forma.

 

Pramod Sachdeva – Princeton Blue

Gestão de Processos de Negócios, juntamente com Computação Cognitiva, Robotic Process Automation (RPA) e Internet das Coisas (IoT) irá desempenhar um papel fundamental ajudando os clientes em suas jornadas de transformação digital.

A maioria dos clientes está ciente das capacidades cognitivas em evolução e já viu uma demonstração dessa capacidade. 2017 trará maior adoção de plataformas cognitivas para processar grandes volumes de dados.

 

James Taylor – Decision Management Solutions

Decision Model and Notation (DMN) se tornará cada vez mais importante e as empresas gastarão menos tempo em painéis e relatórios e mais em análises avançadas.

Data mining, análise preditiva e aprendizado automatizados são tópicos em alta e as organizações estão aprendendo que o truque é ser capaz de operacionalizar essas análises. Isso significa incorporar a tomada de decisão analítica avançada em seus processos de negócios (baseada em dados não apenas painéis e relatórios).

 

Miguel Valdés Faura – Bonitasoft

Em 2017, as plataformas BPM continuarão a expandir sua presença, permitindo que as empresas criem e mantenham aplicativos para melhorar a experiência dos usuários finais e alinhar continuamente os processos com a estratégia, as metas e os objetivos da empresa.

Trabalharemos com mais e mais empresas inovadoras, construindo novos tipos de aplicativos BPM, incluindo funcionalidades de aprendizagem preditiva e automatizada.

É o momento perfeito para fornecedores de BPM, análise preditiva e AI estabelecerem parcerias sólidas, entregando integrações de tecnologia de alto valor. Será, ainda, o ano de casos emergentes de uso e aplicações oferecidas pela tecnologia Blockchain. Uma mudança de paradigma na forma como as empresas fazem negócios, fornecendo um novo meio de troca de ativos.

Para entender melhor como o Blockchain impacta o mundo de processos e documentos, confira este webinar.

 

Ben Farrell – Appian

Em 2017 BPM vai importar mais do que nunca. Todos estão falando sobre transformação digital. Mas, é importante entender o que isso realmente significa e onde está o real valor disto.

Transformação significativa e de alto valor não é sobre fazer as mesmas coisas, apenas mais rápido ou através de um dispositivo móvel. Transformação digital é o uso de tecnologias inovadoras para alterar fundamentalmente como uma organização opera. Como desenvolve e fornece produtos e serviços. Como atrai e retém clientes. Como envolve e capacita seus funcionários. Tudo isso exige realmente compreender seus processos de negócios e constantemente evoluí-los em velocidade digital.

Iniciamos o movimento “Transformação Digital Brasil”, que pretende disseminar cases, conceitos e boas práticas de Transformação de Negócios, Gestão por Processos e Gestão de Documentos para que as empresas brasileiras possam alavancar seus negócios. Uma edição exclusiva do evento já está disponível on-line; assista ao webinar “O ECM morreu? As últimas novidades da AIIM Conference“.

 

Teste o Orquestra BPMS, software de colaboração de processos mais premiado do Brasil

O Orquestra BPMS ajuda você e sua empresa e organizar melhor o trabalho, reduzir desperdícios e padronizar como as coisas são feitas

Testar BPMS