Cloud Computing gera economia e preserva o meio ambiente

Estudo da Global e-Sustainability Initiative (GeSI) realizado com 11 países, em 2013, comprovou que o uso de serviços de e-mail na nuvem, CRM e groupware podem eliminar as emissões anuais de 4,5 milhões de toneladas de CO2, volume equivalente às emissões de 1,7 milhões de veículos rodando nas grandes cidades. Esse total também corresponde a 2% da pegada de carbono total da área de TI nos países pesquisados: Brasil, Canadá, China, República Checa, França, Alemanha, Indonésia, Polônia, Portugal, Reino Unido e Suécia.

Outro dado interessante detectado pela pesquisa é que a utilização de serviços multicliente baseados em nuvem é capaz de reduzir em até 92% o número de servidores instalados internamente nas empresas.

Ao levar em conta os países analisados pelo estudo da GeSI, a popularização do uso da nuvem pode permitir economia de R$ 2,2 bilhões, sendo que se essa utilização for comum “a maioria das empresas em todo o mundo, seriam eliminadas 9,1 gigatoneladas de emissões de CO2 e economizado US$ 1,9 bilhão apenas com os custos de energia em 2020.

Inclusão social, agilidade, flexibilidade e segurança são aspectos beneficiados positivamente pelo modelo de cloud computing de acordo com estudo divulgado pela Microsoft neste ano.  O levantamento sinaliza que até 2015, 7 milhões de novos empregos serão gerados em função da nuvem e mostra que a economia proporcionada vem despertando o interesse das PMEs.

Juntas, essas informações podem contribuir com os gestores e as empresas com preocupação social e ambiental na decisão pelo uso de provedor próprio ou de soluções em Cloud Computing.

No entanto, as vantagens também são internas às empresas que optam em computação na nuvem, principalmente ao agregar soluções de BPM/Workflow ou mesmo ECM/GED.

A SML Brasil lista 5 vantagens para uso de soluções em Cloud Computing:

  • Facilidade na comunicação e mobilidade – Independentemente de a captura na ponta ser centralizada ou descentralizada, desde o início do processo há ganhos. Por exemplo, as filiais não precisam mais enviar malotes, cartas via Correios, entre outras formas de envio com os documentos físicos, pois, em qualquer local, os documentos podem ser digitalizados e as informações serão extraídas automaticamente, alimentando um repositório central. Desse modo, em poucos minutos, a matriz tem as informações de todas as filiais. Além disso, todo o processo é simples e fácil; e o acesso a documentos e informações pode ser feito a qualquer momento, de qualquer local do mundo, em qualquer equipamento, necessitando, apenas, de uma conexão de internet.
  • Aumento da produtividade – o foco de toda a empresa passa a ser o negócio. Com a economia de tempo gasto na administração da infraestrutura de TI, ideias e orçamentos podem ser explorados com atenção direcionada a estratégias de crescimento e geração de novos negócios. E mais:  favorece a aproximação de todos os funcionários e clientes que precisam compartilhar documentos e informações, executando tarefas colaborativas em um ambiente seguro e eficiente na web.
  • Redução de custos – como gestão e manutenção da plataforma são de responsabilidade do fornecedor do serviço, a empresa reduz seus custos operacionais; também é reduzido o investimento em bens de capital fixo (Capex) e os gastos gerais com TI diminui, assim como alivia a carga da área de TI de administrar aplicações, infraestrutura e usuários de desktop, liberando tempo e recursos para soluções criativas e inovadoras.
  • Agilidade e mais negócios – Mais velocidade é sinônimo de lucro. Não é possível medir as perdas de um negócio não realizado, mas, sim, as novas oportunidades proporcionadas pela virtualização de servidores e o uso de soluções em nuvem, com menos recursos. Isso permite às organizações acelerar suas operações e ganhar competitividade
  • Segurança – os serviços de computação em nuvem rodam em plataformas eficientes de alta disponibilidade e são gerenciados por especialistas certificados. Tecnologia de nuvem garante que, no caso de um servidor físico falhar, o servidor virtual não será afetado, pois conta com a disponibilidade de uma plataforma de alto desempenho sob responsabilidade do fornecedor do serviço. O acesso aos documentos e informações também pode ser hierarquizado e incorporar ferramentas que dificultem om acesso de pessoas não autorizadas, como biometria, por exemplo.

Por Oerton Fernandes – SML Brasil

Essa matéria saiu no Blog Conversa de TI:

http://www.conversadeti.com.br/processos-e-documentos/cloud-computing-gera-economia-e-preserva-o-meio-ambiente/

Teste o Orquestra BPMS, software de colaboração de processos mais premiado do Brasil

O Orquestra BPMS ajuda você e sua empresa e organizar melhor o trabalho, reduzir desperdícios e padronizar como as coisas são feitas

Testar BPMS

View posts by
Sou Diretor de P&D e Inovação da SML Brasil, mestre em Engenharia de Produção pela UFRGS e consultor com mais de 15 anos de experiência em projetos de melhoria de processos de negócio (BPM) em organizações de grande porte no Brasil nos setores de varejo, educação, financeiro e área pública. Arquiteto e responsável pelo desenvolvimento do Orquestra BPMS, primeiro BPMS brasileiro. Sou responsável por 4 projetos de BPM vencedores do WfMC Awards in BPM & Workflow, América Latina, e também professor em cursos de pós-graduação, em cursos de certificação e palestrante em diversos eventos no Brasil, com foco em gestão de processos. Revisei e colaborei no ABPMP CBOK V3 edições brasileira e inglesa, a participei ativamente de diversos eventos da ABPMP Brasil. Possuo certificações CBPP, OCEB e MCSD.